• As estrelas brasileiras do Guia Michelin 2015

    27 julho 2017

    O Guia Michelin elege desde 1900 os melhores restaurantes ao redor do mundo, classificando-os com uma, duas ou três estrelas. Neste ano, a publicação ganhou sua versão brasileira e deixou todos ansiosos para seu lançamento em abril. A espera acabou nesta sexta-feira (20/03) com a divulgação da lista dos restaurantes que foram agraciados com suas estrelinhas.

    Foram apenas 17 estabelecimentos premiados, seis no Rio de Janeiro e 11 em São Paulo. Mas nenhum deles recebeu três estrelas. O D.O.M, restaurante do chef Alex Atala, recebeu duas estrelas, enquanto os outros 16 citados no Guia receberam uma, incluindo o Roberta Sudbrack, no Rio. A classificação é dividida em três categorias: os listados, os BIB gourmands (restaurantes que oferecem boa relação de qualidade e preço) e os que recebem estrelas — estes são apenas 111 pelo mundo. Entre os BIB gourmands estão os brasileiros Zenna Caffè do chef Carlos Bertolazzi e Sal Gastronomia de Henrique Fogaça.

    O Guia circula por 23 países e a avaliação segue os mesmos critérios em todos eles. São considerados a qualidade dos produtos, técnicas de preparo, harmonia dos sabores, personalidade e regularidade da cozinha. A classificação dos estabelecimentos foi feita por inspetores estrangeiros.

Últimos lançamentos