ISBN 978-85-67362-14-4
Formato 21,5 x 25,5 cm - 216 pg.
Acabamento Capa dura
Preço R$ 95,00
Preço Ebook R$ 76,00

Um Chef Hardcore

Autor Henrique Fogaça

“Comida não é artigo de luxo!” Esse é o principal bordão de Henrique Fogaça, que ele exerce na prática em seus restaurantes. O talento como cozinheiro lhe rendeu o convite para integrar a equipe do programa Masterchef, o primeiro reality show brasileiro de culinária e que vem conquistando um público cada vez maior.

Mas o exercício da arte por Fogaça não se resume à gastronomia: o chef tem uma banda de música hardcore, a Oitão, na qual é o vocalista e compositor de boa parte das músicas, o que revela o seu amor pelo rock’n’roll e seu espírito contestador. A fixação por tatuagens fez do seu corpo um livro ilustrado que, por si só, conta um pouco de sua vida.

Neste livro, você vai conhecer a história de sua família, a infância feliz em Piracicaba, a juventude rebelde em Ribeirão Preto e a batalha para conquistar seu espaço na capital paulista. Uma trajetória emocionante que inclui decepções e tristezas, mas também muitas alegrias, amores e superações. Tudo permeado por 30 receitas assinadas pelo chef hardcore que não para nunca. Em suas palavras: “Vamos ver o que aparece e, se for bacana, a gente vai pra cima”.

Henrique Fogaça

Henrique Fogaça nasceu em Piracicaba e foi criado em Ribeirão Preto. Ainda no interior, começou a cursar a faculdade de Arquitetura e em pouco tempo percebeu que essa não era a sua praia. Aos 22 anos mudou-se para São Paulo. Cursou Administração com ênfase em Comercio Exterior e trabalhou em um banco. O tempo passou e ele sentia que seu futuro estava além do trabalho atrás de uma mesa.
Morando sozinho e tentando fugir das comidas prontas, se aventurou criando e cozinhando para si mesmo. Logo se matriculou no curso de Chef Executivo da FMU. Deixou o trabalho no banco e montou com seu cunhado uma Kombi que vendia sanduíches na Rua Augusta. Tempos depois, quando a Kombi não existia mais, Fogaça chegou a vender seus sanduíches para lojas de conveniência, vídeo locadoras e lan houses. Após dois meses vendendo comida na rua, veio sua primeira grande oportunidade. Um amigo lhe falou sobre um pequeno espaço, no pátio de uma galeria de arte (Rua Minas Gerais, 350). Foi ali o início de tudo. O Sal Gastronomia começou pequeno, como um café, criou sua identidade e hoje é reconhecido como um dos melhores restaurantes de São Paulo. Na sequência vieram a banda Oitão, o Cão Véio, a pioneira feira gastronômica O Mercado, seu molho de pimenta, o Admiral´s Place, marcas de cerveja, o convite para ser jurado do MasterChef e Fogaça não vai parar por aí.